introversos' book cover

Mudanças

Os pássaros negros já voam
formando elipses no céu:
a carne ainda quente
jaz sob o chão.

Os pássaros negros
anunciam
a minha morte!
O passado morreu
e meu presente
renasce
em forma de futuro.

Negro, os pássaros;
clara, a minha decisão:
onde outrora havia a carniça
do meu cadáver,
adubou-se a terra
e, agora,
brotam flores.

< Metamorfose Ideologia >

Este poema é parte do livro Introversos: versos da cabeça de um introvertido.

Leia online Leia no Kindle

interversos' book back cover