introversos' book cover

Homem civilizado

Quatro horas da manhã.
Do lado de fora,
o mundo continua:
ignora minha existência,
tudo acontece
impulsionado pelo tempo;
mas eu,
eu tenho consciência
da minha própria existência
e, dentro de casa,
protegido
do que ainda resta de selvagem
no homem civilizado,
fico parado
de olhos fechados
sentindo que nada,
nada lá fora
depende de mim,
o que me permite,
simplesmente,
observá-lo.

< Urbanos Tribunal da selva >

Este poema é parte do livro Introversos: versos da cabeça de um introvertido.

Leia online Leia no Kindle

interversos' book back cover