introversos' book cover

Inspiração

Quem me dera
inspiração fosse líquida:
que pudesse ser armazenada
num frasco
com rolha.

Que eu pudesse sorvê-la
diluída em água,
feito chá em caneca,
em doses homeopáticas,
sentado à mesa
pronto para escrever.

Mas não existe tal coisa…
Inspiração não pode
ser guardada para depois:
exige ser consumida
na hora e local
em que emerge
de dentro para fora
- nunca ao contrário -,
pois não há um ritual
que a faça ser invocada.

< No Moleskine Porquê escrevo >

Este poema é parte do livro Introversos: versos da cabeça de um introvertido.

Leia online Leia no Kindle

interversos' book back cover